Nos dois dias de Enem, 1.519 candidatos são eliminados

MEC exclui 236 pessoas do exame por causa do uso indevido do telefone celular; dados são preliminares e podem ser ampliados

O uso do telefone celular eliminou 236 candidatos durante os dois dias de aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ao todo, 1.519 pessoas foram desclassificadas do exame por motivos como comportamento indevido e utilização de outros aparelhos não permitidos na prova, como relógios. “Foi um número expressivo”, avaliou neste domingo, 9, o ministro da Educação, Henrique Paim, ao apresentar um balanço do Enem.

Os dados sobre as eliminações ainda são preliminares e devem ser ampliados, segundo o ministro. “Isso é lamentável, mas vamos continuar aperfeiçoando o processo e ampliando o rigor para que qualquer tipo de perturbação e fraude seja coibido”, acrescentou. No ano passado, segundo Paim, 1,5 mil candidatos foram eliminados – dentre eles, 47 por uso de celular.

O índice de abstenção da prova atingiu 28,64%, resultado muito semelhante aos 29,1% registrados no ano passado.

Dilma. Por meio da rede social Twitter, a presidente Dilma Rousseff considerou um “sucesso de organização” a edição do Enem deste ano. “Os 8,7 milhões de candidatas e candidatos tiveram condições para realizar suas provas com tranquilidade e buscar seu sonho na universidade”, escreveu. As provas foram aplicadas em 1.752 municípios em todo o País.

Ocorrências. O ministro da Educação lamentou o fato de a candidata Edivânia de Assis ter morrido ontem no local da prova, em Olinda (PE) – por causa de um edema pulmonar. O ministro também relatou que uma participante, Maria Valdênia Alves Vieira, entrou em trabalho de parto durante a prova, em Caucaia (CE).

Na avaliação do ministro, a edição deste ano do Enem foi tranquila. “Chegamos a um momento de consolidação do processo, com a logística permanentemente aperfeiçoada, mostrando resultados importantes”, afirmou.

Paim minimizou o fato de o tema da redação ter sido o mesmo utilizado por um professor de cursinho do Rio, em prova a seus alunos. “Sabemos que os cursinhos trabalham vários temas e que eventualmente um cursinho ou outro pode ter se aproximado”, disse.

O ministro não fez comentários sobre as prisões efetuadas pela Polícia Federal (PF) por causa de fraudes na aplicação da prova. Duas pessoas foram presas em Juazeiro do Norte (CE). Um deles usou o celular para receber o gabarito da prova, enquanto o outro repassava as informações fora do local do exame. Eles foram liberados após o pagamento de fiança.

Disponível em http://educacao.estadao.com.br/noticias/geral,nos-dois-dias-de-enem-1519-candidatos-sao-eliminados,1590454. Acesso em 12/11/2014.

ANNE WARTH – AGÊNCIA ESTADO

Share This:

Comments

comments